Publicado em Textos, Textos-livre

Tempo

Quanto tempo cabe em dois anos? 

Faz pouco mais de dois anos que nos confinamos em nossas casas para nos protegermos da pandemia. E, falando por mim, até hoje ainda passo muito tempo olhando para as paredes da minha sala. Os jornais e comerciais alegam que a vida voltou ao normal, o “novo normal” – como gostam de chamar – , mas os números de casos nos contam outra história: a pandemia ainda está aí.

Para além do risco da contaminação, o que anda me afligindo é a quantidade de tempo que se passou desde março de 2020. 

Eu adotei um cachorro, comecei uma nova carreira e devo ter mudado toda a minha rotina pelo menos umas três vezes. 

As coisas foram acontecendo dentro de nossas casas, afinal, as demandas não pararam. Mantivemos contato pessoal com algumas poucas pessoas e estendemos nossas relações para as telas de nossos computadores e celulares. Nos alimentamos de cursos à distância e lives até enjoarmos. 

E assim, o tempo foi passando. Ainda que de uma forma estranha e inesperada, dois anos se passaram na minha vida. E, da mesma forma, esse mesmo tempo se passou na vida dos meus conhecidos. 

Agora que estamos retomando os encontros presenciais, tenho me deparado com alguns desafios: minha família já não é mais a mesma, eu perdi a amizade de alguém que antes me era querido, me afastei de algumas pessoas e me (re) aproximei de outras. 

O fato é que todos nós mudamos. A retomada não se dá do mesmo ponto em que as coisas foram interrompidas. Voltar ao mundo presencial parece como acordar depois de uma longa noite de sono, o mundo gira lá fora, mas eu não consigo acompanhá-lo. 

Algumas convenções sociais mudaram, não sei se devo chamar meus amigos para sair ou não. Será que irei expô-los ao vírus? Será que ainda somos amigos? Será que devo tirar férias e comemorar mesmo sabendo que tantas pessoas estão tristes com suas perdas? E quanto às minhas perdas, o que devo fazer com elas?

Sentei para escrever esse texto e parece que me perdi em meus próprios pensamentos. Isso tem acontecido com alguma frequência… Ultimamente as palavras me escapam. 

Eu queria sair para o mundo de novo, mas, por enquanto, a janela é o limite.

2 comentários em “Tempo

Deixe uma resposta para Blog das Tatianices Cancelar resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s