Leituras

Por aqui você consegue acompanhar um pouco das minhas leituras!
Inclusive, estamos de casa nova, os livros e eu 📚❤️.

***

Logotipo do Skoob, minha estante de livros e metas de leitura.

Minha Estante de Livros – Autora Tatiane Lucheis

***

#Lidos 2020

Livros lidos no ano de 2020.

Oitenta! Em um ano que pareceu saído de uma distopia, a literatura foi meu refúgio. O ritmo de leitura aumentou, já que passei tanto tempo em casa (o pé imobilizado no último mês também colaborou com suas muitas horas de repouso) Descobri autores novos e me esbaldei nos já conhecidos. Voltei a ler um pouco sobre Psicologia, me arrisquei no Empreendedorismo e até no Marketing. Um ano para aceitar que somos mutáveis, e me permitir explorar novas áreas. A maior novidade para mim, porém, foi ler tanto no formato digital (36 e-books ao todo)! Comprei o Kindle no final do ano passado e, com a quarentena, baixei muitos títulos que foram disponibilizados gratuitamente. Descobri bons autores e histórias assim. Encerro o ano com a estante cheia e o coração quentinho e satisfeito 📚❤️.

***

#Lidos 2019

Cinquenta e cinco! Este ano não consegui nem estabelecer uma meta, o ritmo diminuiu bastante. Passei períodos sem conseguir ler, de tão cansada ou atarefada que estava. Também lutei com a falta de concentração e motivação, não foi um ano fácil. Porém, os livros, como sempre, foram meu lugar seguro. Li antes de dormir, no caminho para o trabalho e quando precisava me distrair um pouquinho da realidade. Literatura, como sempre, minha paixão. Reli alguns livros da minha estante e avancei bastante no projeto Agatha Christie. As novidades do ano foram os livros que peguei emprestado da estante do noivo, livros sobre RH e empresas e, inédito pra mim, livros de história. Tenho muito orgulho de ter duas grandes amigas autoras entre os lidos do ano: Thais Rocha e Ana Ferrari, que lançaram seus primeiros livros. A última novidade foi ler mais livros no formato digital e agora no fim do ano comprar um Kindle 📚❤️.

***

#Lidos 2018

Sessenta! Este ano eu mudei de casa, de trabalho e de vida… Com tantas novidades, aceitações e readaptações, não consegui ler tanto quanto gostaria. Mas a literatura continua sendo uma forma de me acalmar, distrair e inspirar, ainda bem que algumas coisas não mudam! Li pouca teoria, pela mais sincera falta de tempo – e de concentração. Porém, terminei um curso de leitura de “Ser e Tempo”, a obra de Martin Heidegger, que é um feito por si só, haha. E, tenho muito orgulho por ter o livro “Metamorfoses do Amor” entre os lidos do ano: uma obra colaborativa que tive a honra de fazer parte com o conto “Vejo Flores em Você”. Alguns livros foram empréstimos do Igor, agora que juntamos nossos livros e tenho livre acesso a um acervo de Saramago, outros não estão na foto porque foram empréstimos do Tiago ou porque os li em formato digital (ainda resistente, mas começando a experimentar os e-books). Reli dois de meus livros favoritos e fiz algumas descobertas inusitadas em estantes de Sebo, trocando livros antigos de minha coleção por livros usados, que contém o dobro de história, já que, além de sua narrativa, costumam conter traços do antigo dono.

***

#Lidos 2017

Oitenta! Mantive o ritmo e li oitenta livros novamente. Como sempre muita literatura, foram muitas histórias e personagens. Me propus alguns desafios, li clássicos e descobri – e me apaixonei – por novos autores. Estudei bastante sobre Daseinsanalyse e Fenomenologia e estou orgulhosa por finalmente conseguir ler livros de filosofia. Também voltei a entrar em contato com a área de Rh e precisei ler um monte para me atualizar. Pela primeira vez li livros sobre o processo de escrita e até fiz um curso sobre Escrita Criativa. Aliás, o ano foi cheio de pequenas vitórias: além de ler, escrevi! Fiz o blog para postar meus contos e crônicas e escrevi meu segundo manuscrito, “A Garota da Estação”, espero poder vê-lo um dia na meta de leitura de alguém. Os únicos livros que não estão na foto foram e-books (outra novidade) ou empréstimos do Tiago e do Igor. E também tive a honra de ler mais um livro da minha querida amiga escritora Ana Ferrari. 

***

#Lidos 2016

Oitenta. Este ano li oitenta livros. Isso quer dizer que me transportei para outros mundos e vivi outras histórias, que estudei e aprendi muitas coisas novas. Li meus autores preferidos, descobri alguns novos, me apaixonei por personagens, deixei de dormir para ler mais um capítulo e acabei terminando o livro, chorei, ri, não descobri quem era o assassino na maioria dos livros da Agatha Christie, li um livro em um dia (algumas vezes) e cheguei a ler até quatro livros ao mesmo tempo. Comprei e ganhei muitos livros, fui na Bienal do livro e na Feira da USP.
No ano passado foram cem. Não consegui manter o ritmo, mas tudo bem, meu foco era outro: comecei a escrever textos para meu blog e escrevi meu primeiro livro, que está em processo de revisão. Aproveito para agradecer aos meus primeiros leitores, Igor, Stephannie e Tiago. ❤

***

#Lidos 2015

Em 2015 bati meu recorde (do ano e da vida, provavelmente). Foram 100 livros lidos no ano. Muita literatura, que me transportou para diversos mundos e histórias; alguns clássicos; HQs; e bastante teoria, foi muita filosofia e contato com uma área nova e encantadora: a Daseinsanalyse. Eu amo ler, e este ano eu tive mais tempo livre e me dediquei muito aos estudos, taí o resultado.

***